Últimas

Timor-Leste/Eleições:Milhares de apoiantes de Lu Olo entupiram estradas da capital timorense (C/VÍDEO e FOTO)

14 de Março de 2012, 19:38

Díli, 14 mar (Lusa) - Milhares de apoiantes de Francisco Guterres Lu Olo, candidato às presidenciais de sábado em Timor-Leste, entupiram hoje as ruas de Díli, para participarem no comício de encerramento de campanha eleitoral em Tasi Tolu, saída oeste da capital timorense.

"Lu Olo", "Viva Lu Olo" e "Viva Fretilin", a Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente apoia o candidato, gritavam os apoiantes, que começaram a invadir as ruas da capital logo pela manhã.

Já em Tasi Tolu, à saída de Díli, os apoiantes ouviram o candidato Lu Olo pedir o voto em si, garantir que se for eleito vai cumprir a Constituição do país e lembrar, aos mais jovens, que é também um recém-formado estudante universitário.

"Viva a Universidade Nacional de Timor-Leste", gritou Lu Olo, ouvindo como resposta "Viva" e "Viva Lu Olo".

O comício não podia acabar sem o secretário-geral da Fretilin cantar e Mari Alkatiri cantou, uma conhecida canção timorense que apela à unidade.

Vários elementos da candidatura de Lu Olo estavam visivelmente satisfeitos e alguns disseram à agência Lusa que ali só se encontravam apoiantes de Díli.

No final do comício, e num balanço sobre a campanha, Francisco Guterres Lu Olo disse que "correu muito bem" e que em Tasi Tolu estiveram um pouco mais de "80 mil pessoas".

"São todos militantes e estavam muito animados com o meu compromisso que quase todos os dias ouvem pela Rádio Maubere (da Fretilin)", disse.

O candidato disse também ter quase a certeza que todas as pessoas presentes no comício vão votar nele.

Questionado pela agência Lusa sobre o que tinha dito aos milhares de jovens que participaram no comício, Francisco Guterres Lu Olo disse que muitos deles são estudantes e colegas da universidade e que ficaram muito animados com a sua candidatura à Presidência da República e que lhes pediu para votarem em si.

Lu Olo candidata-se pela segunda vez às presidenciais de Timor-Leste.

Em 2007, depois de ter ganhado a primeira volta, perdeu na segunda para o atual chefe de Estado, José Ramos-Horta.

A campanha eleitoral terminou hoje às 18:00 (09:00 em Lisboa).

MSE.

Lusa/Fim


Comentários