Últimas

Timor-Leste/Eleições:Taur Matan Ruak confiante em vitória à primeira volta (ATUALIZADA)

17 de Março de 2012, 12:43

Díli, 17 mar (Lusa) - O ex-chefe das forças armadas timorenses Taur Matan Ruak mostrou-se hoje confiante numa vitória eleitoral à primeira volta nas presidenciais que se disputam em Timor-Leste.

"Estou otimista porque acredito no meu povo. Estivemos juntos durante 24 anos da nossa luta [contra a ocupação indonésia, terminada em 1999] e acredito que eles [os eleitores] vão votar em mim e que vou ganhar na primeira volta", disse o candidato presidencial aos jornalistas, no momento em que votava, na manhã de hoje, na escola primária de Metiaut, em Díli.

Taur Matan Ruak demitiu-se em setembro do ano passado da chefia das Falintil-Forças de Defesa de Timor-Leste (F-FDTL), que exercia desde o fim da ocupação indonésia e transformação da guerrilha, que comandou nos últimos anos da resistência armada, em forças regulares do novo país, para se candidatar às eleições presidenciais de hoje.

O ex-comandante das F-FDTL disputa a corrida presidencial contra o atual Presidente da República, José Ramos-Horta, o presidente da Fretilin, Francisco Lu Olo Guterres, e o presidente do parlamento, Fernando La Sama Araújo, que ficaram nas três primeiras posições nas eleições realizadas há cinco anos e também eles antigos membros nas várias estruturas da resistência timorense.

Taur Matan Ruak recebeu o apoio do principal partido da coligação governamental, o CNRT, de Xanana Gusmão, que nas eleições de 2007 apoiou Ramos-Horta.

No último comício da campanha eleitoral do ex-chefe das Forças Armadas, realizado no dia 10 em Díli, Xanana Gusmão esteve presente e apelou ao voto no seu antigo colega da guerrilha.

Cerca de 625 mil eleitores, num país com pouco mais de um milhão de habitantes, participam nas eleições presidenciais, disputadas por um total de doze candidatos.

MSE/HB

Lusa/fim


Comentários