Últimas

Timor-Leste/Eleições:Ramos-Horta quase de fora da segunda volta quando estão contados mais de 70 por cento dos votos (ATUALIZADA)

19 de Março de 2012, 01:21

Díli, 18 mar (Lusa) - Lu Olo e Matan Ruak lideram a contagem dos resultados provisórios das presidenciais de sábado em Timor-Leste, colocando José Ramos-Horta quase fora da segunda volta quando só faltam apurar três distritos, onde o atual Presidente está em desvantagem.

Ao fim do dia de domingo em Timor-Leste estavam contados 73,45 por cento dos votos (460.216 votos), colocando Francisco Guterres Lu Olo em primeiro lugar com 124.081 votos (28,26 por cento), seguido de Taur Matan Ruak com 109.968 votos (25,04 por cento).

O atual Presidente do país, José Ramos-Horta, ocupava o terceiro lugar com 79.044 votos (18 por cento).

O apuramento dos votos está encerrado em 10 distritos, segundo dados do Secretariado Técnico da Administração Eleitoral (STAE), restando por contar Baucau, Lautém e Oecussi, onde José Ramos-Horta está em desvantagem.

Em Baucau, Francisco Guterres Lu Olo tinha 49,26 por cento dos votos (20.995 votos), seguido de Taur Matan Ruak, com 41,69 por cento (17.768). José Ramos-Horta tinha 1,71 por cento dos votos (729).

No distrito de Lautém, Lu Olo também liderava com 40,99 por cento (3.896 votos), seguido de Matan Ruak, com 31,63 por cento (3.006). O atual chefe de Estado tinha 5,94 por cento dos votos (565).

Em Oecussi, Matan Ruak ocupava a segunda posição com 22,70 por cento (3.327), seguido de Lu Olo, com 19,97 por cento (2.927), e de Ramos-Horta, com 16,54 por cento (2.424).

A primeira posição em Oecussi pertencia a Fernando La Sama de Araújo, com 22,86 por cento (3.351 votos).

No distrito de Díli, Matan Ruak venceu com 31,68 por cento dos votos, seguido de Lu Olo, com 25,84 por cento. Ramos-Horta obteve 21,08 por cento.

O distrito de Ermera foi ganho pelo Presidente cessante, com 36,15 por cento dos votos, seguido de Lu Olo, com 19,61 por cento, e de Matan Ruak, com 13,75 por cento.

O distrito de Covalima foi para La Sama de Araújo com 28,32 por cento dos votos, seguido de Lu Olo, com 25,62 por cento, e de Matan Ruak, com 20,78 por cento. Ramos-Horta obteve 14,59 por cento.

No distrito de Liquiçá, a vitória foi também para La Sama de Araújo, com 26,89 por cento dos votos, seguido de Lu Olo, com 22,33 por cento, e de Matan Ruak, com 19,60 por cento. O atual Presidente conseguiu 19,17 por cento.

Manatuto foi conquistado por Matan Ruak, com 34,83 por cento dos votos, seguido de Lu Olo, com 20,28 por cento, e de Ramos-Horta, com 19,23 por cento.

Em Manufahi, ganhou Lu Olo, com 27,50 por cento dos votos, seguido de La Sama de Araújo, com 24,12 por cento, e de Matan Ruak, com 18,46 por cento. Ramos-Horta ocupava a quarta posição, com 13,04 por cento.

No distrito de Viqueque, Lu Olo obteve 58,98 por cento, seguido de Matan Ruak, com 27,58 por cento, e de La Sama de Araújo, com 5,40 por cento. Ramos-Horta conseguiu 1,72 por cento.

Em Aileu, o Presidente cessante venceu com 35,96 dos votos, seguido de La Sama de Araújo, com 17,24 por cento, de Matan Ruak, com 14,74 por cento, e de Lu Olo, com 13,70 por cento.

No distrito de Ainaro, La Sama de Araújo obteve 39,18 por cento dos votos, seguido de Ramos-Horta, com 20,76 por cento, de Lu Olo, com 13,65 por cento, e de Matan Ruak, com 11,48 por cento.

Em Bobonaro, venceu La Sama de Araújo, com 24,75 por cento dos votos, seguido de Ramos-Horta, com 22,29 por cento, de Matan Ruak, com 20,86 por cento, e de Lu Olo, com 20,68 por cento.

Dos 460.126 votos contados, 17.486 foram considerados nulos e 6.324 estavam em branco.

Segundo os dados do STAE, existem ainda 291 votos reclamados.

O STAE envia na segunda-feira os resultados provisórios para a Comissão Nacional de Eleições, que terá 72 horas para resolver reclamações e confirmar os resultados provisórios.

Os resultados oficiais serão anunciados pelo Supremo Tribunal de Recurso o mais tardar até ao início da próxima semana.

MSE.

Lusa/Fim


Comentários