Últimas

Timor-Leste/Eleições:PR convida Lu Olo e Taur Matan Ruak para reunião do Conselho Superior de Defesa e Segurança

28 de Março de 2012, 19:25

Díli, 28 mar (Lusa) - O Presidente de Timor-Leste recebeu hoje, em separado, os dois candidatos à segunda volta das eleições presidenciais, a 16 de abril, para os convidar para a reunião de quinta-feira do Conselho Superior de Defesa e Segurança.

"Esta reunião de amanhã (quinta-feira) visa a segunda ronda (das eleições presidenciais) e para que os dois candidatos digam o que têm a dizer no tocante à segunda ronda, condições de segurança", afirmou o chefe de Estado timorense.

José Ramos-Horta disse que as forças de defesa e a Polícia Nacional de Timor-Leste vão apresentar «briefings» sobre a situação de segurança e o Secretariado Técnico da Administração Eleitoral e a Comissão Nacional de Eleições informarão sobre os preparativos que estão a ser feitos para a segunda volta.

"Assim, os dois candidatos estão completamente elucidados sobre questões de segurança", afirmou José Ramos-Horta.

Questionado sobre se há problemas de segurança, o Presidente timorense disse não ver qualquer problema e voltou a felicitar a polícia do país pela forma como decorreu a primeira volta, realizada no passado dia 17.

O primeiro a reunir-se com o chefe de Estado timorense foi o presidente da Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin), Francisco Guterres Lu Olo, que considerou uma honra o convite do Presidente.

"Vou estar presente amanhã (na quinta-feira) nesta reunião para ouvir uma avaliação da situação da segurança (...) para saber um pouco mais sobre todos os programas na área de segurança", afirmou Francisco Guterres Lu Olo, sublinhando que é importante para que a segunda volta decorra ainda melhor que a primeira.

O candidato Taur Matan Ruak, ex-chefe das Forças Armadas do país, também agradeceu o convite para o encontro.

"O que eu garanti ao senhor Presidente da República é que na segunda volta (...) faremos todos os possíveis para que corra da melhor forma e que povo escolha e vote de livre vontade. Essa foi a minha garantia. Pela minha parte, continuarei a fazer esforços nesse sentido", afirmou Taur Matan Ruak.

A campanha eleitoral para a segunda volta das presidenciais começa na sexta-feira.

MSE.

Lusa/Fim


Comentários