Últimas

Timor-Leste/Eleições:Vou ser o Presidente de todos os timorenses - Lu Olo

09 de Abril de 2012, 18:40

Díli, 09 abr (Lusa) - O candidato à segunda volta das eleições presidenciais de Timor-Leste Francisco Guterres Lu Olo retomou hoje a campanha eleitoral, interrompida para a celebração da Páscoa, prometendo que se for eleito será Presidente de todo o povo.

No subdistrito de Baguia, a cerca de uma hora a leste de Baucau, e junto da campa de João Maubere, antigo guerrilheiro, o candidato falou a centenas de pessoas durante quase uma hora.

"Sinto-me contente porque vocês estão sempre comigo para preparar o meu caminho para a Presidência da República", afirmou Lu Olo, manifestando a certeza que a 16 de abril, dia em que está marcada a segunda volta das eleições presidenciais, vai ser eleito chefe de Estado do país.

Afirmando ser o candidato da "unidade nacional" e que se vai "basear na Constituição e numa só lei", Francisco Guterres Lu Olo disse que ser for eleito será o Presidente de todos os timorenses.

"Vou ser o Presidente de todo o povo, loromono (oeste) e lorosae (leste)", afirmou.

No discurso, Francisco Guterres Lu Olo deixou críticas à presidência de Xanana Gusmão, entre 2002 e 2007, acusando-o de ter dividido o povo timorense.

"Um Presidente deve respeitar a soberania, o parlamento, a Constituição. No tempo da independência não há comandantes, nem guerrilheiros, o país funciona com a lei", afirmou.

Francisco Guterres Lu Olo disse também que se for eleito chefe de Estado vai garantir a paz e a estabilidade nacional.

Perante centenas de atentos apoiantes sobre um sol abrasador, Lu Olo ainda explicou o que é o semipresidencialismo e a separação de poderes.

Francisco Guterres Lu Olo disse aos seus apoiantes que não tem irmãos no poder e não tem irmãos empresários.

"Tenho integridade moral. Eu venho do povo", disse.

No final, Lu Olo apelou ao voto, a música começou a tocar e os apoiantes a dançar.

A segunda volta das eleições presidenciais vai decorrer na próxima segunda-feira.

A campanha eleitoral, que começou no passado 30 de março e esteve parada entre quinta-feira e domingo para as celebrações da Páscoa, termina na sexta-feira.

Participam na segunda volta das presidenciais, Francisco Guterres Lu Olo, candidato apoiado pela Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin), e Taur Matan Ruak, ex-chefe das Forças Armadas, apoiado pelo Conselho Nacional da Reconstrução de Timor-Leste (CNRT), do primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão.

Junto a Francisco Guterres Lu Olo no comício estiveram Manuel Tilman, deputado e líder do partido Kota (União dos Filhos Heróicos da Montanha), que também participou na primeira volta das eleições presidenciais, no passado 18 de março.

Angelita Pires, ex-companheiro do major Alfredo Reinado e acusada de ter instigado o ataque à residência de José Ramos-Horta em 2008 e depois absolvida, esteve também presente, a manifestar o seu apoio ao candidato apoiado pela Fretilin.

MSE.

Lusa/Fim


Comentários