Últimas

Timor-Leste/Eleições:CPLP considera escrutínio credível, justo e livre

19 de Abril de 2012, 19:04

Díli, 19 abr (Lusa) - A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) considerou hoje, em declaração à imprensa, em Díli, a segunda volta das eleições presidenciais em Timor-Leste, realizada segunda-feira, credível, justa e livre.

"Declaro que o ato eleitoral de 16 de abril em Timor-Leste foi credível, livre, justo, transparente e decorreu de forma ordeira, em consonância com os princípios democráticos e do Estado de Direito, permitindo à população timorense o exercício pleno do seu direito de voto", afirmou o chefe da missão de observação eleitoral, o guineense Carlos Correia.

Os resultados provisórios distritais divulgados terça-feira pelo Secretariado Técnico da Administração Eleitoral dão a vitória na segunda volta das eleições presidenciais ao general Taur Matan Ruak com 61,23 por cento.

Francisco Guterres Lu Olo obteve 38,77 por cento.

Na declaração à imprensa, Carlos Correia felicitou também o povo timorense pela elevada e esclarecida participação e pela forma cívica como afluiu às urnas.

A missão de observação eleitoral da CPLP integrou 11 observadores eleitorais e acompanhou a votação nos distritos de Bobonaro, Covalima, Baucau, Díli, Ermera, Liquiçá e Viqueque.

MSE.

Lusa/Fim


Comentários